Preferência musical e classe social: um estudo com estudantes de ensino médio de Vitória, Espírito Santo

Autores

  • João Fortunato Soares de Quadros Júnior Universidade Estadual do Maranhão (Uema)
  • Oswaldo Lorenzo Universidad de Granada (Espanha)

Resumo

Este estudo objetivou conhecer as preferências musicais de estudantes de ensinomédio em Vitória, Espírito Santo, bem como verificar a influência da classe socialsobre a escolha musical desses estudantes, utilizando para isso a região geográficaem que se localizavam as escolas pesquisadas. Contemplando uma amostra de 966alunos (56,8% mulheres e 43,2% homens), com idades entre 14 e 46 anos (médiade 16,42 anos), distribuídos nas três séries que compõem o ensino médio (35,6%alunos do 1º ano, 32,5% alunos do 2º ano e 31,9% alunos do 3º ano), esta pesquisaadotou uma versão adaptada ao contexto local do Questionário sobre preferência deestilos musicais (Lorenzo; Herrera; Cremades, 2008). Os resultados mostraram que1) ouvintes provenientes de regiões com maior poder aquisitivo são mais ecléticos;2) a religião pode ser um fator de influência sobre a escolha musical; 3) estilosvinculados aos meios de comunicação massivos possuem maior representatividadenas preferências dos participantes.

This study aimed to know the musical preferences of the high school students inVitória, Espírito Santo, as well as to verify the influence of the social class about themusical choice of these students, using for this the geographic region of the eachschool investigated. With a sample of 966 students (56.8% women and 43.2% men),between 14 and 46 years old (average = 16.42), belonging to three courses that formthis educational stage (35.6% 1st stage, 32.5% 2nd stage and 31.9% 3rd stage), thisresearch used an adapted version of the Questionnaire about musical styles preference(Lorenzo; Herrera; Cremades, 2008). The results show that 1) listeners from the richerregions are more eclectics; 2) the religion can be an influence factor in the music choice;3) styles related to mass media have more representativeness in the preferences ofparticipants.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Fortunato Soares de Quadros Júnior, Universidade Estadual do Maranhão (Uema)

Doutor em Educação Musical pela Universidad de Granada, Espanha, e mestre em Música pelaUniversidade Federal da Bahia (UFBA). Professor adjunto A do curso de Licenciatura em Música daUniversidade Estadual do Maranhão (Uema). Autor de diversos artigos em revistas brasileiras Qualis A,bem como do livro Fatores de influência no processo de ensino-aprendizagem musical: o caso da EscolaPracatum (Unimontes, 2009), em parceria com o Dr. Oswaldo Lorenzo (Universidad de Granada – Espanha)e a Dra. Ana Cristina Tourinho (UFBA).

Oswaldo Lorenzo, Universidad de Granada (Espanha)

Doutor em Filosofia e Ciências da Educação (Prêmio Extraordinário de Doutorado, UNED). Mestre emGestão Cultural pela Universidad Complutense de Madrid. Na atualidade, é Professor Contratado Doutor – acreditado pela ANECA para Professor Titular de Universidade – na Facultad de Educación yHumanidades de Melilla, Universidad de Granada. Autor de publicações científicas sobre pesquisaem educação musical e pesquisa educativa em diferentes revistas indexadas na WOS (JCR-SSCI eA&HCI). Terceiro prêmio nacional de pesquisa educativa (2004), Ministério de Educação e Ciência daEspanha-CIDE. Pesquisador principal e participante em diferentes projetos e contratos de pesquisanacionais e internacionais (Comenius, Alfa, I+D+I). Palestrante e visitante habitual em congressose universidades de distintos países. Atualmente, coordena o programa de doutorado “EducaciónMusical: una perspectiva multidisciplinar” no México e o Mestrado Oficial “Educación Musical: unaperspectiva multidisciplinar” na Universidad de Granada

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

Quadros Júnior, J. F. S. de, & Lorenzo, O. (2013). Preferência musical e classe social: um estudo com estudantes de ensino médio de Vitória, Espírito Santo. REVISTA DA ABEM, 21(31). Recuperado de https://revistaabem.abem.mus.br/revistaabem/article/view/70

Edição

Seção

Artigos